Renite alérgica – Como cuidar

Categoria(s): Distúrbios imunológicos, Distúrbios Inflamatórios, Distúrbios respiratórios


Rinite alérgica


Como lidar com a doença

rinite

A rinite alérgica não costuma ocorrer na primeira vez que a pessoa tem contato com a agente produtor de alergia. Existe a necessidade de um tempo de exposição, quando então a pessoa fica sensível à substância ou agente causador. Assim, muitas vezes é difícil a pessoas detectar quais são os agentes causadores da alergia.

Esta alergia, geralmente, é desencadeada por agentes inalatórios, como poeiras domésticas, inseticidas, aromatizantes de ambiente e de roupas, perfumes, produtos de higiene pessoal, cosméticos, loção pós-barba, fumaça de escapamento de automóveis, do cigarro. Outras vezes, o produto causador da alergia está nos alimentos, medicamentos de uso contínuo, como remédios para hipertensão, diabetes, dores, etc. Nestes casos, muitas vezes existe uma dificuldade em associar o agente causador e a rinite alérgica. Animais domésticos, em especial gatos, são fontes de alergenos para as pessoas alérgicas.

Tags: ,


Veja Também:

Comments (3)     Envio por Email Envio por Email


Rinite alérgica – Como tratar?

Categoria(s): Distúrbios imunológicos, Distúrbios Inflamatórios, Distúrbios respiratórios


Rinite alérgica


Como é feito o tratamento

rinite

O tratamento da rinite alérgica deve ser amplo com orientações sobre as medidas a serem tomadas para evitar as crises, afastando os agentes causadores da alergia, fármacos nas crises, medidas higiênicas e imunoterapia. Não raramente, as pessoas que têm rinite alérgia também sofre que alergias cutâneas (urticárias), bronquites alérgicas e quadros de distúrbios intestinais e enxaquecas.O ponto fundamental no tratamento é afastar o agente causador da alergia, tão longo tenha sido determinado.

Obstrução nasal

A obstrução nasal, decorrente do edema da mucosa e o alívio da obstrução nasal pelo uso de agentes vasoconstritores pode fazer com que eles sejam usados de modo abusivo, ocasionando o agravamento da obstrução por efeito rebote.

Medidas antiinflamatórias

A utilização de medicamentos anti-histamínicos, que bloqueam ação da histamina, ou medicamentos simpaticomiméticos tópicos (spray nasal) ou sistêmicos visam descongestionar o tecido nasal, permitindo um respirar normal.

Terapia imunológica

A imunoterapia, ou seja terapia do sistema imunológico, envolve a injeção (vacinas) de doses mínimas do antígeno lesivos no paciente. Essa terapia visa reduzir os níveis séricos de Imunoglobulina E – IgE, e aumentar os anticorpos IgG (imunoglobulina G) que atuarão como anticorpos bloqueadores, diminuindo a sensibilidade das células (eosinófilos e mastócitos) liberadoras de histaminas e diminuindo a responsividade  dos linfócitos. O uso de corticoterapia está indicado para diminuir a intensidade do processo inflamatório.

 

Tags: , , , , ,


Veja Também:

Comments (2)     Envio por Email Envio por Email


Rinite alérgica – Como é feito o diagnóstico?

Categoria(s): Distúrbios imunológicos, Distúrbios Inflamatórios, Distúrbios respiratórios


Rinite alérgica


Como é feito o diagnóstico

rinite

Citologia da mucosa  nasal

Diante da suspeita clínica de rinite alérgica um bom exame para confirmar o diagnóstico é a citologia do material colhido da mucosa nasal, pelo médico otorrinolaringologista. A presença de eosinófilos em grande quantidade na lâmina obtida de esfregaço de material nasal permite o diagnóstico de rinite alérgica. Por outro lado, a presença de células inflamatórias, principalmente neutrófilos, fala a favor de infecção bacteriana que pode estar agravando o quadro.

Avaliação sérica

A pesquisa de imunoglobulina E – IgE no plasma, contagem de eosinófilos no sangue periférico, dosagens hormonais da tireóide, dosagem dos níveis de estrogenios servem para indicar a causa da rinite alérgica.

Rinoscopia

A visão direta da mucosa nasal realizada por médico otorrinolaringologista, denominada rinoscopia, permite a visualização do estado da mucosa nasal e dos cornetos nasais, confirmando o diagnóstico e avaliando o grau de lesão causado pela alergia.

Teste cutâneos

Os testes cutâneos com os diversos alergenos permite selecionar  e esclarecer qual é o agente causador da alergia, permitindo a confecção de vacinas que protegem e desensibilizam o paciente.

Tags: ,


Veja Também:

Comments (7)     Envio por Email Envio por Email


Page 1 of 75212345...102030...Last »