Arquivo de 8/set/2008

Termoterapia – O que é?

Categoria(s): Dicionário, Distúrbios Inflamatórios, Distúrbios osteoarticulares, Terapias complementares


Tratamento fisioterápico

Termoterapia é o tratamento das doenças articulares pela aplicação do calor, tanto superficialmente como profundamente. Este tratamento de ser realizado em centro especializado com acompanhamento de fisioterapeuta, prevenindo a ocorrência de queimaduras ou outras lesões na pele.

Termoterapia superficial – O emprego de compressas úmidas e as secas, irradiação infravermelha, a hidroterapia e os banhos de parafina são os agentes de aquecimento superficial que elevam a temperatura do tecido subcutâneo em até 10 mm sob a superfície da pele, proporcionando analgesia (alívio da dor). A indicação dessa modalidade terapêutica leva em consideração o quadro clínico e o tamanho da área a ser tratada. Exemplo, os banhos de parafina são indicados para as osteoartrose das mãos e pés, como a”luva de parafina” que controla das dores e melhora a mobilidade das mãos. Este tipo de tratamento está contra-indicado no casos de pessoas com lesões de pele ou nas fases iniciais do trauma. Pois na fase inicial do trauma deve-se usar a crioterapia (compressas com gelo em saco plástico).

Como as características da termoterapia superficial é de melhorar as dores e a mobilidade articular são agentes físicos que o doente pode recorrer, por meio de medidas simples e caseiras, como a aplicação local de compressas úmidas ou secas, duchas ou banhos quentes na área lesada.

Termoterapia profunda – O calor de atinge 5 a 7 cm de profundidade sob a epiderme, e isso é conseguido com a utilização de correntes elétrica de alta frequencia. Os agentes utilizados nessa modalidade terapêutica são: diatermia de ondas eletromagnéticas com duas modalidades, as ondas curtas e as microondas e o ultra-som. Estes tipo de tratamento está indicado nos espasmos e contraturas musculares, nas fibrosites e nas tendinites.

IMPORTANTE – Este tipo de terapia está contra-indicada nos casos de osteoartrose, uma vez que o aumento da temperatura provoca aumento da atividade degradativa das enzimas envolvidas no equilíbrio metabólico da cartilagem, particularmente das metaloproteinases zinco-dependentes. Assim, o aumento da temperatura provoca aumento do catabolismo cartilaginoso o que facilitaria e ampliaria a progressão do dano articular.

IMPORTANTE – O uso terapêutico de qualquer destes tipos de aplicação deve ser realizada sob orientação de um médico fisiatra ou um fisioterapeuta.

Tags: , ,


Veja Também: