Doenças cardiovasculares – O que é placa aterosclerótica?

Categoria(s): Distúrbios cardiocirculatórios, Distúrbios Inflamatórios, Infecções bacterianas, Infectologia

Dicionário

infartoA placa aterosclerótica surge do depósito de gordura (HDL-coleterol) na parede das artérias coronárias, aumentando a sua espessura e diminuindo a luz do vaso por onde passa o sangue. Com a irregularidade da parede da artéria (imagem amarela da figura) e a diminuição da luz do vaso, o fluxo sanguíneo na região fica lento e pode ocorrer a formação de coágulo (trombose arterial) que impede a circulação de sangue e o tecido miocárdico fica isquêmico causando o infarto na região irrigada pela artéria, com ilustra a imagem.

Agentes infecciosos, como o Chlamydia pneumoniae, também, têm sido apontados como contribuintes para a formação da placa aterosclerótica. A Chlamydia localiza-se na artéria, infectando as células endoteliais, as células da musculatura lisa dos vasos arteriais, os monócitos e os macrofagos, provendo um processo inflamatório. A Chlamydia dissemina-se por todo o corpo por meio do sangue periférico vindo dos pulmões. Assim, a disfunção endotelial, que ocorre, é o evento inicial de inúmeras doenças de características inflamatórias e a placa aterosclerótica é uma delas, onde ocorre acúmulo de lipídios, células inflamatórias e elementos fibrosos, que são responsáveis pela formação de placas ou estrias gordurosas na parede das artérias.

Animação – Heartpoint [on line]

IMPORTANTE – Muitas pessoas afirmam que o coração não dói. Isso não é verdade e a dor do infarto é uma das piores que existe. Sempre que uma pessoa se queixar de uma dor forte no peito, no queixo ou “na boca do estômago”, e que surge espontaneamente ou após alguns esforços além do normal, deve se pensar em infarto. Trinta por cento das pessoas com infarto morrem nas primeiras horas após o início da dor, muitas vezes sem conseguir um atendimento médico especializado.

Referência:

Sess R, Nicoletti M, Di Pietro M et al – Chlamydia pneumoniae and atherosclerosis current atate and future prospectives. Int. j Immunopathol Pharmacol. 2009;22(1):9-14.

Tags: , , ,

Envio por Email Envio por Email




Deixe seu comentário:

Veja mais: