Colesterol alto – Como diagnosticar?

Categoria(s): Distúrbios metabólicos, Exames laboratoriais

A determinação da hipercolesterolemia do paciente é feita por determinação direta dos valores sanguíneos e por meio de cálculos de frações do colesterol pela fórmula de Friedwald.

Mensuração direta – A mesuração dos lipides sanguíneos devem ser realizadas após observado período de jejum de 12 horas. São medidos o colesterol total (CT), o triglicérides (TG) e o HDL-colesterol.

Valores calculados – O VLDL -colesterol é calculado através da divisão do valor dos TG por 5, obtendo-se o resultado em mg/dL (ou 2,2 para valores obtidos em mmol/L) e o LDL-colesterol é estimado através da subtração da soma dos valores de VLDL-colesterol e HDL-colesterol pelo CT. Um valor de LDL-colesterol maior ou igual a 160 mg/dL (4,1 mmol/L) é considerado elevado e valores entre 130 e 160 mg/dL (3,3-4,1 mmol/L) são considerados limítrofes. Esta fórmula (fórmula de Friedwald) mostra-se acurada para valores de TGs até 250 mg/dL (2,8 mmol/L), não devendo ser utilizada quando as concentrações de TGs ultrapassam estes valores.

Tags: , , , , ,

Envio por Email Envio por Email




Deixe seu comentário:

Veja mais: