Arquivo de 27/mar/2010

Sinusite bacteriana – O que é?

Categoria(s): Distúrbios respiratórios, Infecções bacterianas, Infectologia


Dicionário

Sinusite são infecções bacteriana das câmaras de aeração da face, chamados de seios da face, que se localizam na regiões laterais do nariz (seios para nasais), na região frontal (seios frontais) e na região maxilar (seios maxilares). De uma forma geral, acredita-se que o desenvolvimento da sinusite, tanto da aguda quanto da crônica, esteja relacionado ao bloqueio dos óstios de drenagem dos seios paranasais. Embora isso possa ser causado por vários fatores, a maior parte dos processos bacterianos nasossinusais é secundária aos quadros de infecções de vias aéreas superiores virais. O quadro clínico, tanto na sinusite aguda quanto na crônica, quase sempre inclui obstrução nasal e rinorréia mucopurulenta.

Os agentes bacterianos mais importantes nos quadros agudos são o Streptococcus pneumoniae, Haemophilus influenzae, Moraxella catarrhalis e Staphylococcus aureus e, às vezes, o Streptococcus B hemolítico.

Tags: ,


Veja Também:

Comentários     Envio por Email Envio por Email


Sinusite bacteriana – Quais os sintomas?

Categoria(s): Distúrbios respiratórios, Infecções bacterianas, Infectologia


Sintomatologia

O quadro clínico, tanto na rinossinusite aguda quanto na crônica, quase sempre inclui obstrução nasal e rinorréia mucopurulenta. Outros sinais e sintomas que podem estar presentes incluem cefaléia, hiposmia (diminuição do olfato), secreção retronasal, tosse e febre. A sintomatologia é geralmente mais evidente nos quadros agudos.

Tags: ,


Veja Também:

Comentários     Envio por Email Envio por Email


Sinusite bacteriana – Quais os agentes causadores?

Categoria(s): Distúrbios respiratórios, Infecções bacterianas, Infectologia


Etiologia

De uma forma geral, acredita-se que o desenvolvimento da rinossinusite, tanto da aguda quanto da crônica, esteja relacionado ao bloqueio dos óstios de drenagem dos seios paranasais. Embora isso possa ser causado por vários fatores, a maior parte dos processos bacterianos nasossinusais é secundária aos quadros de infecções de vias aéreas superiores virais. Os agentes bacterianos mais importantes nos quadros agudos são o Streptococcus pneumoniae, Haemophilus influenzae, Moraxella catarrhalis e Staphylococcus aureus e, às vezes, o Streptococcus B hemolítico. Nos processos crônicos, além destes microrganismos, a microbiota do trato respiratório pode incluir os anaeróbios e pseudomonas, além de fungos. O quadro clínico, tanto na rinossinusite aguda quanto na crônica, quase sempre inclui obstrução nasal e rinorréia mucopurulenta.

Tags: , ,


Veja Também:

Comments (1)     Envio por Email Envio por Email


Page 1 of 212