Arquivo de 7/jul/2010

Aneurisma sifilítico da artéria aorta – O que é?

Categoria(s): Distúrbios cardiocirculatórios, Espiroquetas, Infectologia, Sexualidade e DST


Dicionário

aortite sifilítica

No sistema cardiovascular as conseqüências da sífilis, também conhecida como lues, são o resultado direto da infecção pela espiroqueta Treponema pallidum na camada média da artéria aorta, o que se acredita que ocorra na fase secundária da doença, com inflamação e fibrose da parede da aorta. A lesão anatomopatológica é a endarterite obliterante dos vasa vasorum da adventícia da aorta, com obstrução perivascular por células plasmáticas e linfócitos. A parede da aorta vai se enfraquecendo progressivamente até sofre calcificação. Este processo acaba por causar dilatação aneurismática, e a camada íntima do vaso fica com aspecto classicamente descrito com casca de arvore. Veja o diâmetro da aorta junto da saída do ventrículo esquerdo e o diâmetro na parte inferior da aorta (veja figura).

Referências:

Ferrari AH, Miyagui T, Praxedes IK, Soares WTB – Mesoaortite ostial luética e infarto do miocardio. relato de caso. Arq Bras Cardiol,1986;46(6):421-424.
Heggtveit HA – Syphilitic aortitis. A clinicopathologic autopsy study of 100 cases, 1950 to 1960. Circulation,1964;29:346.
Carneiro RC, lion MF, Oliveira PRG, Juan ES – Coronarite ostial sifilitica. Arq Bras Cardiol,1976;29:235.

Tags: , , ,


Veja Também:

Comentários     Envio por Email Envio por Email


Aneurisma sifilítico da artéria aorta – Quais os sintomas?

Categoria(s): Distúrbios cardiocirculatórios, Espiroquetas, Infectologia, Sexualidade e DST


Resenha

A sífilis é uma doença sexualmente transmissível, causada pela espiroqueta “Treponema pallidum“. O treponema atinge precocemente a parede da aorta, iniciando a destruição silenciosamente, já na fase aguda. Porém, é na fase secundária da doença que ocorre a insuficiência aórtica luética, lesão da valva aórtica, geralmente, ocorre em pacientes mais idosos com a doença cardiovascular, presumivelmente devido a longa duração da doença nestes indivíduos. A insuficiência aórtica decorre da dilatação da aorta e da medionecrose, afastando as cúspides da valva, impedindo que ela consigam se aproximar no ato de fechar a valva. Com isso, o sangue reflui da aorta para o ventrículo esquerdo, causando todos os sintomas da insuficiência valvar aórtica.

Heggtvirt e cols em seu estudo do ponto de vista cardiológico encontrou:
1. paciente assintomáticos em 33% dos casos.
2. dilatação aneurismática da aorta em 50% dos casos.
3. insuficiência aórtica pura em 10% dos casos.
4. estenose do óstio coronário em 26% dos casos.

Referências:

Ferrari AH, Miyagui T, Praxedes IK, Soares WTB – Mesoaortite ostial luética e infarto do miocardio. relato de caso. Arq Bras Cardiol,1986;46(6):421-424.
Heggtveit HA – Syphilitic aortitis. A clinicopathologic autopsy study of 100 cases, 1950 to 1960. Circulation,1964;29:346.
Carneiro RC, lion MF, Oliveira PRG, Juan ES – Coronarite ostial sifilitica. Arq Bras Cardiol,1976;29:235.

Tags: , , , , ,


Veja Também:

Comentários     Envio por Email Envio por Email


Aneurisma sifilítico da artéria aorta – Como se faz o diagnóstico?

Categoria(s): Distúrbios cardiocirculatórios, Espiroquetas, Exames laboratoriais, Infectologia, Sexualidade e DST


Diagnóstico

A sífilis é uma doença sexualmente transmissível, causada pela espiroqueta “Treponema pallidum“. O treponema atinge precocemente a parede da aorta, iniciando a destruição silenciosamente, já na fase aguda, assim quanto mais precocemente for feito o diagnóstico e o início do tratamento, melhores as chances de cura.

Diagnóstico – Considerando-se a caráter insidioso e oligossintomático da doença, freqüentemente está e objeto de achado de exame clínico de rotina (insuficiência aórtica pura), ou radiológico (dilatação aneurismática).

Na fase secundária e terciária da doença utiliza-se o soro diagnóstico com os seguintes exames:
1. Teste da imobilização do treponema – TPI.
2. Teste de absorção antitreponema – FTA-Abs.
3. VDRL.

O VRDL pode ser falso-positivo em gravidez, hanseníase, malária, leptospirose, tifo, hepatite, tuberculose, lúpus eritematoso sistematizado e artrite reumatóide. Além de ter 30% de negatividade.

Tags: , , , ,


Veja Também:

Comentários     Envio por Email Envio por Email


Page 1 of 212