Arquivo de 30/jul/2010

Arginina – Propriedades (Parte 1)

Categoria(s): Terapia antioxidante


Terapia antioxidante

A conversão da Arginina em óxido nítrico ocorre mediante a enzima óxido nítrico sintetase. O Óxido Nítrico originado pela Arginina possui ação vascular, de forma geral auxilia a homeostase do meio vascular regulando o fluxo sangüíneo e a pressão arterial. A vasodilatação é promovida por esta molécula (quando liberada por células endoteliais) trazendo benefícios como a manutenção da pressão arterial em seus valores normais. A Arginina quando administrada para pacientes cardíacos (acometidos de disfunção endotelial coronariana ou ainda portadores de doença coronária não obstrutiva) melhora os vasos coronários de pequeno calibre, tornando– se assim uma alternativa terapêutica para estas patologias.O óxido nítrico também é conhecido por inibir a agregação plaquetária e diminuir a adesão de outros elementos figurados do sangue.

Tags: , , , ,


Veja Também:

Comentários     Envio por Email Envio por Email


Arginina – Propriedades (Parte 2)

Categoria(s): Terapia antioxidante


Ortomolecular

O Óxido Nítrico originado pela Arginina atua como parte do sistema imune, eliminando microorganismos, como helmintos e fungos, cujo tamanho impedem de serem fagocitados pelo sistema imune. A interação deste aminoácido com macrófagos promove o aumento da ornitina através da ação da enzima arginase. Esta enzima também está presente na quando em contato com células tumorais, melhorando a regeneração de tecidos, uma vez que a enzima arginase fornece a ornitina, essencial para a síntese de colágeno e formação de poliaminas. A ação oncostática (anti-câncer)da arginina ainda é evidenciada pelo aumento de linfócitos NK (Natural Killer) e macrófagos, favorecidos e com seus metabolismos ativados pela suplementação com Arginina.

Tags: , ,


Veja Também:

Comentários     Envio por Email Envio por Email


Arginina – Propriedades (Parte 3)

Categoria(s): Terapia antioxidante


Ortomolecular

O Sistema Nervoso Central é beneficiado pelo óxido nítrico gerado pela arginina, pois estimula certos neurorreceptores. A Óxido Nítrico Sintase está presente amplamente nos neurônios.

A ereção peniana é favorecida pelo Óxido Nítrico liberado em neurônios não adrenérgicos e não colinérgicos (NANC) localizados no endotélio e na musculatura lisa do órgão genital masculino.

Tags: ,


Veja Também: