Arquivo de agosto, 2010

Medicina antroposófica

Categoria(s): Terapias complementares


Medicina complementar

A Antroposofia, do grego “conhecimento do ser humano”, introduzida no início do século XX pelo austríaco Rudolf Steiner, pode ser caracterizada como um método de conhecimento da natureza do ser humano e do universo. Rudolf, vidente e místico, desenvolveu e ampliou seus estudos em base de concepções da Medicina Antigo e de conhecimentos da fisiologia oculta das culturas céltica, egípcia e grega. Nos seus estudos recebeu apoio da médica holandesa Ita Wegmann.

A antroposofia visa ampliar o conhecimento obtido pelo método científico convencional, bem como a sua aplicação em praticamente todas as áreas da vida humana. Assim, a medicina antroposófica tem com base o estudo do ser humano e da sua evolução, na relação cósmica ds forças anímicas, das sua biografia e do estudo dos assim chamados corpos suprassensíveis: corpo físico, corpo etérico, corpo asgtral, e do EU (espírito).

A medicina antroposófica utiliza-se de um diagnóstico antroposófico amplo da enfermidade que a pessoa está sofrendo e suas interações.Assim, estuda-se os aspectos planetários, da biografia do indivíduo, dos metais aplicados de forma terapêutica, da fisiologia oculta, da trimembração (Sistema Nervoso Central, Sistema Rítmico, Sistema Metabólico)

O tratameno é realizado com medicamentos antroposóficos, elaborados pela farmacopéia antroposófica, que são diluídos como na homeopatia, mas de forma distinta respeitando as leis cósmicas e os aspectos planetários envolvidos em sua preparação. A medicina antroposófica possui uma série de terapêuticas associadas como: terapia artística, modelagem, pintura, desenho de formas, tecelagem terapêutica, músicoterapia, quirofonética, banhos medicinais, massagem rítmica, euritmia curativa, canto terapêutico e cromoterapia antroposófica.

Sociedade Antroposófica do Brasil [on line]

Tags:


Veja Também: