Câncer colorretal – Qual sua frequência?

Categoria(s): Câncer, Dicionário, Distúrbios digestivos, Programas de saúde

Qual a importância para a população?

Em duas décadas, a incidência de câncer colorretal (câncer do intetino grosso) no mundo cresceu assutadoramente tanto entre os homens como e entre as mulheres, revela o estudo publicado na revista especializada em câncer “Cancer Epidemiology Biomarkers and Prevention”. No Brasil, esse tumor é o terceiro em incidência entre as mulheres e o quarto entre os homens

Em relação ao perfil da mortalidade por câncer, de acordo com a publicação, em 2004, a mortalidade relacionada ao câncer representou 13,7% de todos os óbitos registrados no país, ficando atrás apenas das doenças do aparelho circulatório, com 27,9%. Já as mortes por causas externas e mal definidas aparecem em seguida com 12,4%. Esse perfil apresenta variações entre homens e mulheres. Na população feminina, o câncer aparece em segundo lugar com 15,1% e na mortalidade masculina, as neoplasias ficam em terceiro com 12,8%.

O número de mortes por câncer no Brasil aumentou 24,7% entre homens e 18,6% entre mulheres entre 1979 e 2004. É o que revela o estudo “Situação do Câncer no Brasil”, do Inca (Instituto Nacional do Câncer), divulgado, dia nacional de combate ao câncer 27 de novembro. Neste período, as mortes de mulheres por câncer saltaram de 63,23 casos a cada 100 mil pessoas para 74,99. Entre homens, o mesmo índice subiu de 85,58 para 106,74. O instituto estima que, a cada ano, 140 mil pessoas são vítimas da doença no Brasil e que 500 mil novos casos são diagnosticados.

Referência:

INCA – Instituto Nacional do Câncer -[on line]

Tags: ,

Envio por Email Envio por Email




Deixe seu comentário:

Veja mais: