Desnutrição nos idosos – Como avaliar?

Categoria(s): Cuidados alimentares, Distúrbios metabólicos

Método de avaliação

Avaliação nutricional

A avaliação do estado nutricional é fundamental para a identificação daqueles pacientes sob risco nutricional, bem como a base para se definir a melhor conduta dietética a ser adotada. Os componentes essenciais da avaliação podem ser agrupados em: história dietética, medidas antropométricas, avaliação bioquímica e exame físico nutricional. Estes quatro componentes, permitirão o desenvolvimento de um plano terapêutico nutricional efetivo, apropriado e individualizado. Entretanto, nenhum dos quatro componentes isoladamente é definitivo; um resultado sem o outro não nos daria a uma informação completa da situação do nutricional da pessoa. É necessário um estudo minucioso e seletivo de todos os parâmetros disponíveis para não incorrer em diagnósticos errôneos.

Mini Avaliação Nutricional – MAN

Mini Avaliação Nutricional – MAN é um instrumento específico que permite que o risco de desnutrição seja identificado em idosos, antes mesmo que as alterações clínicas se manifestem. É composta de 18 itens agrupados em 4 categorias: antropometria (peso, altura e perda de peso), cuidados gerais (estilo de vida, uso de medicação e mobilidade), dieta (número de refeições, ingestão de alimentos e líquidos) e autonomia para comer e visão pessoal. A aplicação deste teste é feito pela nutricionista.

Outros aspectos relacionados que deverão ser verificados incluem :
- capacidade física para ingestão de alimentos;
- história dietética anterior ou modificações realizadas;
- mudanças ponderais recentes;
- intolerâncias alimentares;
- possível interação droga-nutriente;
- presença de transtornos alimentares
- outras alterações, como dispepsia, constipação intestinal, etc.

Indicadores bioquímicos de desnutrição -  Anemia, deficiência de vitaminas, baixos níveis de pré-albumina, albumina, transferrina, colesterol e baixa contagem de linfócitos.

Considera-se desnutrido grave os pacientes que apresentem albumina sanguínea menor que 2,5 mg/dL, linfócitos menor que 1800/mm3 e perda involuntária de peso corporal maior que 20%

A QUEM CONSULTA – A avaliação nutricional deve ser feita pela nutricionista que orientará ao paciente, familiares e profissionais da saúde como conduzir o caso.

Tags: , , , ,

Envio por Email Envio por Email




Deixe seu comentário:

Veja mais: