Cor pulmonale – O que é?

Categoria(s): Distúrbios cardiocirculatórios, Distúrbios respiratórios

Dicionário

cor-pulmonale

De maneira simples podemos definir cor pulmonale como sendo alterações das câmaras cardíacas direitas  (hipertrofia do átrio e ventrículo direito – figura) conseqüentes a anormalidades do sistema pulmonar, ou no controle respiratório, ou da caixa torácica.

O cor pulmonale resultante de distúrbios da árvore arterial pulmonar pode se apresentar na sua forma aguda (embolia pulmonar) ou crônica (embolia pulmonar recorrente, hipertensão pulmonar primária e esquistossomose pulmonar). O cor pulmonale também, pode, ser resultante de diversos fatores pulmonares que contribuem para aumentar a pressão artéria pulmonar na vigência de doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC), como a redução do leito vascular pulmonar por destruição do tecido pulmonar, hipóxia provocando vaso-constrição, aumento do débito cardíaco, poliglobulia (policitemia vera), que leva a aumento da viscosidade sangüínea, ácidose que causa aumento da resistência vascular pulmonar.

As pessoas com obesidade extrema, também chamada de obesidade mórbida, apresentam um mecanismo de hipoventilação não totalmente esclarecido, possivelmente relacionado com a elevação da cúpula diafragmática, com conseqüente redução do volume pulmonar total e hipoventilação alveolar que recebeu a denominação de Síndrome de Pick-Wick. O tratamento consiste sobretudo na redução do peso. A hipoventilação alveolar primária resulta de insensibilidade primária do centro respiratório ao CO2 ou de insensibilidade do mesmo centro ao estímulo reflexo dos efeitos da hipóxia sobre os quimiorreceptores do corpo carotídeo e aórtico.

A apnéia obstrutiva do sono, também conhecida como maldição de Ondine, resulta de padrão respiratório anormal durante o sono, caracterizado por episódios de apnéia repetitiva durante o sono, seguido por hipersonolência durante o dia. Como conseqüência da baixa oxigenação sangüínea o coração direito tem necessidade de trabalhar mais e por isso o paciente portador de cor pulmonale tem hipertrofia das câmaras direitas, que podem ser visíveis pelo eletrocardiograma, radiografia de tórax e pelo ecocardiograma.

A imagem radiológica mostra os pulmões com os vasos sanguíneos pulmonares bem visíveis na região central e pouco visível nas periferias. Esta falta de vasos visíveis nas periferias do pulmão ocorre por hipertrofia das artériolas pulmonares causada pela hipertensão pulmonar. Outro achado frequente é a dilatação das artérias pulmonares junto do hilo pulmonar.

Referências:

Kitabatake A, Inouse M, Asão M et al – Noninvasive evaluation of pulmonary hypertension by a pulsed Doppler technique. Circulation 1983;68:302-309.

Hansen AT, Eskildsen P, Gotzcher H – Pressure curves from the right auricle and the right ventricle in chronic constrictive pericarditis. Circulation, 1951;3:881-8.

Tags: , , ,

Envio por Email Envio por Email




Deixe seu comentário:

Veja mais: