Flúor – Qual sua função no organismo?

Categoria(s): Dicionário, Terapia antioxidante

Terapia antioxidante

O flúor é um mineral essencial para vida  que se apresenta-se na natureza como um gás amarelo-esverdeado, de odor irritante e propriedades tóxicas. É o mais eletronegativo e o mais reativo de todos os elementos químicos. Sua extrema reatividade, que se traduz em forte tendência à formação de compostos, atribui-se à facilidade com que se atrai elétrons e ao ser reduzido tamanho de seus átomos. Combina-se com todos os demais elementos químicos, exceto o hélio, o argônio e o criptônio. No organismo o flúor se apresenta em combinações complexas, sendo a principal a hidroxy-fluor-apatita depositada nos ossos e dentes. Nos ossos, também, forma os compostos por fosfato de cálcio. o flúor se combina com essa substância formando a fluoropatita, de muito maior resistência. A dureza deste material impede que as bactérias presentes na boca destruam com facilidade os dentes.

As quantidades adequadas de flúor podem ser absorvidas de alguns alimentos como, chá, pão de trigo, gema de ovo, repolo, frutos do mar e carne vermelha. Na natureza o flúor se encontra como fluoreto de cálcio (CaF2) na fluorita e, como fluoreto de sódio e alumínio (Na3AlF6) na criolita. A manipulação do flúor é problemática, já que substâncias como madeira, o vidro e amianto são prontamente corroídos por ele. Entre os seus compostos orgânicos, destacam-se os freons, entre os quais o freon-12 ou dicloro-diflúor-metano (CF2Cl2), gás refrigerante não tóxico, utilizado na maioria dos refrigeradores domésticos.

Tags: , ,

Envio por Email Envio por Email




Deixe seu comentário:

Veja mais: