Arquivo de Distúrbios vasculares

Varizes – O que são?

Categoria(s): Dicionário, Distúrbios cardiocirculatórios, Distúrbios vasculares


Resenha

As varizes, especialmente nos membros inferiores, se formam por dois mecanismos: insuficiência das valvulas venosas e lesões na drenagem da microcirculação, que é composta de arteríolas, esfincteres pré-capilares, capilares, vênulas, vasos linfáticos e shunt (comunicação) artériovenoso, estes sistema sob influência do sistema nervoso simpático e parassimpático (figura). Uma série de fatores pode provocar as varizes, onde destacam-se as condições genéticas e sobrecarga hidrostática (ex. permanecer muito tempo em pé).

varizes2

A avaliação dos vasos das pernas e o diagnóstico das possíveis varizes tem o seu grande valor não só do ponto de vista estético, mas na prevenção das suas graves complicações como: celulite, edema, eczema, dermatofibrose, úlceras, hemorragias, flebites, trombose e embolia pulmonar, até mesmo óbito.

As varizes podem ser classificadas como primárias e secundárias, com características distintas, tanto do ponto evolutivo como terapêutico.

Varizes primárias – Nas varizes primárias os defeitos se localizam nas válvulas e/ou paredes venosas. variando em número, intensidade e localização. A insuficiência na croça ou nas veias perfurantes comunicantes permite o refluxo durante os esforços ou deambulação com conseqüente dilatação dos troncos venosos. Essas varizes estão relacinadas com fatores hereditários.

A tortuosidade e a alteração no calibre da veia são causadas pela ruptura dos feixes elásticos e musculares da camada média da parede da veia, com posterior fibrose, comprometendo não só a função condutora das veias superficiais como sua capacidade de reservatório sangüíneo.

varizes secundárias – As varizes secundárias são as que surgem após doenças conhecidas como fístulas arteriovenosas, “shunt” arteriovenosos utilizados nas terapias de hemodiálise, trombose venosas.

Fatores desencadeantes das varizes – Os fatores desencadeantes (idade, obesidade, gestações, profissão) das varizes geram e perpetuam o processo varicoso.

Nègre-Salvayre A, Affany A, Hariton C, Salvayre R. _ Additional antilipoperoxidant activities of alpha-tocopherol and ascorbic acid on membrane-like systems are potentiated by rutin. Pharmacology 1991;42:262-272.

Cátia Jorge (05/12/2006)- Acabar com as varizes para que não acabem com as pernas [on line]

Tags: ,


Veja Também:

Comentários     Envio por Email Envio por Email


Varizes – Por que as pernas incham?

Categoria(s): Distúrbios cardiocirculatórios, Distúrbios vasculares


Resenha

Por que as pernas incham

Drenagem venosa das pernas – A drenagem venosa dos líquidos das pernas (tecidos cutâneo, subcutâneo e tecido muscular) é feita pelos; sistema venoso superficial (15%) e os sistemas venosos profundo e perfurante comunicante que respondem pela drenagem dos 85% do sangue das extremidades. Os  líquido que fica entre os tecidos das pernas são retirados pelos vasos linfáticos. Dai, conclui-se que temos três tipos de inchados nas pernas; um resultante das insuficiência, edema venoso; um resultante da insuficiência do sistema linfático, edema linfático (também conhecido como linfedema) e, finalmente um edema misto resultante da insuficiencia dos dois sistema, o venoso e o linfático.

varizes

O organismo humano utiliza-se de alguns mecanismos para auxiliar o retorno venoso das pernas quando a pessoa fica em pé e a força da gravidade gera uma dificuldade para o retorno venoso: o “coração venoso periférico”, as válvulas venosas, a aspiração torácica, a pressão no leito arteríolo-capilar, a viscosidade sangüínea* e finalmente a pulsatilidade das artérias.

O “coração venoso periférico” consiste na ação da massa muscular da panturrilha sob todas as veias dos membros inferiores com o auxílio das válvulas venosas. Todos os segmentos venosos possuem essas válvulas que, quando íntegras, permitem a passagem do sangue da superfície para a profundidade e desta para o coração. Na marcha, esses músculos se contraem, comprimem as veias profundas e as válvulas íntegras orientam a coluna sangüínea centripetamente. Quando as válvulas venosas se tornam insuficientes como ilustrado na figura ocorre as varizes e o inchaço das pernas.

* Viscosidade sangüínea – A viscosidade sangüínea é uma característica do sangue constituída pelas proteínas, em especial a albumina, lipídeos, glicídeos e eletrólitos, que promovem uma pressão colóido-osmótica que mantém o sangue dentro dos vasos, impedindo-o de sair para o interior dos tecidos.

Tags: , , , ,


Veja Também:

Comentários     Envio por Email Envio por Email


Varizes – Quais as complicações?

Categoria(s): Distúrbios vasculares, Sem categoria


Complicações

varizesAs complicações das varizes depende do grau de estagnação (estase) venosa e do estado nutricional da pele e do tecido subcutâneo. Nos casos de varizes primárias (sem causas definidas) essas complicações são tardias, enquanto nos de varizes secundárias são precoces e mais graves. A primeira complicação que costuma aparecer é o inchaço, de consistência mole e depressível a pressão digital. Inicia-se no tornozelo para depois, lenta e progressivamente, ascender até o joelho. É ausente ou discreto pela manhã e se acentua à tarde, principalmente nos indivíduos que permanecem muito tempo de pé ou sentados.

As outras complicações mais comuns são: celulite, eczema, dermatofibrose, hiperpigmentação, úlcera, hemorragia e flebite superficial.

Tags: , , , ,


Veja Também:

Comments (1)     Envio por Email Envio por Email


Page 1 of 41234