Arquivo de Distúrbios osteoarticulares

Dores nas mãos – O que pode ser?

Categoria(s): Distúrbios Inflamatórios, Distúrbios osteoarticulares


Orientações

man_caught_mousetrap_ha1

Várias causas podem ocasionar dores nas mãos, particularmente associada a profissões ou atividades que exijam movimentos manuais repetitivos de flexão da mão. Pode também ser secundária a outras condições clínicas, como diabetes mellitus, hipotireoidismo, artrite reumatóide, osteoartrose, colagenoses, acromegalia, amiloidose, mieloma múltiplo, sinovite induzida por cristais, gravidez, processos infecciosos, deficiência de piridoxina, pacientes em hemodiálise prolongada, tumores osseos, uso de medicamentos (anticonceptivos orais, danazol, antidepressivo tricíclico e cumarínicos), sendo a forma idiopática a mais freqüente.

Síndrome do túnel do carpo – A síndrome que resulta da compressão do nervo mediano em sua passagem pelo túnel do carpo. O quadro clínico mais típico se caracteriza por dor noturna em queimação que acorda o paciente, incitando-o a sacudir vigorosamente a mão, acompanhada de parestesias nos dedos de inervação sensitiva do nervo mediano, afetando o polegar, o segundo e terceiro dedos e metade radial do quarto dedo. Para o tratamento da síndrome do túnel do carpo nos casos leves, a utilização que órtese no período noturno que mantenham o punho em posição neutra desempenha papel básico. O paciente deve ser orientado a evitar as atividades que determinem constante flexão do punho. Quando o tratamento clínico falha, a descompressão cirúrgica do túnel do carpo por liberação do ligamento transverso do carpo deve ser realizada.

Tenossinovite de DeQuervain – A tenossinovite estenosante do abdutor longo do polegar ou extensor curto do polegar pode resultar de atividades repetitivas ou de trauma direto, que envolva movimentos de pinçamento do polegar e dedo indicador associado ao movimento do punho. O paciente refere dor à palpação e, ocasionalmente, apresenta edema sobre o estilóde radial. O tratamento inclui uso de órtese para repouso do punho, infiltração com corticosteróide e uso de antiinflamatório não hormonal (AINH).

Contratura de Dupuytren – A contratura de Dupuytren representa uma lesão nodular fibrosante na fáscia palmar que evolui para faixas fibrosas e se irradia distalmente para o quarto e quinto dedos, posteriormente para o terceiro e segundo. Os dedos ficam contraídos pelas faixas enrijecidas. O tratamento depende inteiramente da severidade dos achados. Calor local, ultra-som e infiltração com CE podem ser benéficos no estágios iniciais. O procedimento cirúrgico, fasciotomia palmar, deve ser levado em consideração quando houver comprometimento funcional ou deformidade progressiva.

Tags: , , ,


Veja Também:

Comments (16)     Envio por Email Envio por Email


Dores no punho – O que pode ser?

Categoria(s): Distúrbios osteoarticulares, Medicamentos


Interpretação de um caso

  • Mulher de 68 anos vem ao consultório com queixa de dor na região radial do punho direito, agravada quando usa a mão, especialmente ao fazer trabalhos manuais (pintura, trico e croche). O uso de antiinflamatórios alivia as dores. No exame físico, observa-se dor a palpação da base do polegar direito, com limitação do movimento e crepitação. A dor não aumenta quando mobiliza o punho, com o polegar fechado dentro dele, em direção à ulna.
  • A radiografia da mão direita mostra estreitamento e erosão da primeira articulação carpometacarpiana.

Qual o tratamento indicado para a paciente?

artrose-punho

A articulação carpometacarpiana do polegar é uma localização bastante comum para osteoartrose sintomática e muitas vezes incapacitante. Outra causa comum de dor nessa localização é a tenossinovite de deQuervain. Ela freqüentemente se associa a aumento significativo da dor quando o polegar é envolto no punho e o pulso é desviado para o lado ulnar (sinal de Finkelstein).

Tratamento – Os pacientes normalmente preferem opções que os permitam continuar suas atividades de lazer e ocupacionais. Os exercícios de resistência, como apertar uma bola de borracha agravam os sintomas, portanto, é importante o repouso articular. O uso de antiinflamatórios não hormonais (AINEs) é o tratamento medicamentoso de primeira escolha para a da osteoartrite da articulação carpometacarpiana. Caso não seja bem-sucedido, a injeção intra-articular de glicocorticóide, acompanhada por algumas modificações das atividades manuais, pode evitar ou adir a necessidade de tratamento cirúrgico (artroplastia ou fusão).

A capsaicina tópica ou uma tala imobilizando o pulso e o polegar também pode ser usada nas fase agudas da doença.

Referências:

Carr MM, Freiberg A. Osteoarthritis of the thumb: clinical aspects and management. Am Fam Physician 1994: 50:995-1000.
Palmieri TJ, Grand FM, Hay EL, Burke C. Tratament of osteoarthritis in the hand and wrist. Nonoperative treatment. Hand Clin 1987;3:371-383.

Tags: , ,


Veja Também:

Comments (2)     Envio por Email Envio por Email


Dores lombar – Como evitar?

Categoria(s): Atuação Preventiva, Cuidados preventivos, Distúrbios osteoarticulares


Prevenção

Dor lombar é a segunda causa mais freqüente da incapacidade perdendo apenas para dores de cabeça. A dor lombar também conhecida como lombalgia ou lombociatalgia (porque acomete o nervo ciático). A maior parte deste distúrbio doloroso não é tratada por especialistas como reumatologistas, ortopedistas e apenas em 15% dos casos os diagnósticos estão corretos. “O que acontece geralmente é a auto-medicação que pode ter como principal consequência o mascaramento de alguma doença mais grave.”

chiropractor_jumping__a_ha

Na maioria das vezes a dor lombar pode ter sido causada pelo carregamento de peso de forma incorreta ao longo da vida, que acaba por prejudicar não só a coluna lombar, mas também a coluna cervical (região do pescoço), por posições ruins, viciosas e exercícios físicos feitos incorretamente. Em grau extremo, a lesão deixa a coluna com na forma de “cobra” e recebe o nome científico de escoliose.

A mobilidade da coluna é pequena e há um grande número de vértebras, se houver um movimento brusco ou força acontece o comprometimento da coluna, por isso a dor. Para se ter uma idéia, é muito difícil para o paciente explicar exatamente onde está localizada a dor na coluna devido ao grande número de inervações.

Para evitar a dor lombar, a recomendação é que se permaneça em posições corretas com a coluna, não assistam televisão deitados, espreguicem pela manhã ao levantar da cama e façam exercícios físicos monitorados por um profissional. No próprio exame clínico, os médicos já conseguem diagnosticar a causa das dores lombares, apalpando já dá para saber se há musculatura em posição irregular, a não ser que seja um caso de inflamação, aí o paciente é encaminhado para exames mais detalhados.

Para evitar a dor na coluna e amenizar se ela já existir, o ideal, é repouso e evitar de forçar a coluna por cerca de 4 dias. Quando estiver deitado de barriga para cima, o ideal é que se calce as pernas com 3 travesseiros para que elas fiquem dobradas em cima dele. Já, se ele estiver repousando de lado, é bom se calçar um travesseiro entre as pernas para deixar a coluna alinhada.

Vale ressaltar que a educação ainda é a melhor maneira de combate as dores na coluna. Erros comuns como carregar peso de maneira incorreta, não abaixar com a coluna ereta podem provocar distúrbios e a dores retornam. Uma outra dica é caminhar descalço em terrenos irregulares.

Tags: ,


Veja Também:

Comments (1)     Envio por Email Envio por Email


Page 4 of 59« First...23456...102030...Last »