Saúde através das plantas – MARACUJÁ

Categoria(s): Distúrbios digestivos, Medicina das plantas


Saúde através das plantas – MARACUJÁ

O maracujá é rico em vitaminas do complexo A, C e do complexo B; além de apresentar sais minerais, como cálcio, ferro e fósforo.

Possui propriedades diuréticas, analgésicas, sedativas, antioxidantes e ansiolíticas. É indicado para ansiedade, irritabilidade, insônia, taquicardia, cólicas intestinais e dores de cabeça.

A fibra presente no maracujá facilita na eliminação de toxinas acumuladas no organismo, auxiliando no equilíbrio do metabolismo.

A farinha feita da casca do maracujá auxilia na eliminação de gordura presente nos alimentos. A substância responsável por bloquear a gordura dos alimentos é a pectina, encontrada na parte branca da casca da fruta. A pectina também auxilia na redução do açúcar no sangue.

Contra indicação – O maracujá é contra indicado em casos de hipotensão e não deve ser associado a bebidas alcóolicas e sedativos, podendo provocar interação medicamentosa. Em alguns casos, pode causar sonolência.

 

Tags: , , , , , , ,


Veja Também:

Comentários     Envio por Email Envio por Email


Chlorella – O que é?

Categoria(s): Alimentos funcionais, Cuidados alimentares


Chlorella

Descoberta pelos japoneses, a Clorela é uma alga unicelular, microscópica, encontrada em regiões de água doce ou cultivada em tanques. Apesar de unicelular, esta alga possui grande capacidade de realizar fotossíntese, adquirindo grande quantidade de clorofila, vitaminas, sais minerais, carboidratos e proteínas durante seu crescimento, sendo seu consumo associado à suplementação alimentar.

A Clorela possui aproximadamente 75% proteínas (principalmente Lisina e Leucina – aminoácidos essenciais) e ainda é possível citar o FCC (Fator de Crescimento Clorela), responsável por retardar o envelhecimento e estimular o crescimento infantil.

Tags: , ,


Veja Também:

Comentários     Envio por Email Envio por Email


Ácidos graxos ômega-3 (óleo de peixe) – Como age?

Categoria(s): Distúrbios cardiocirculatórios, Distúrbios hematológicos, Distúrbios Inflamatórios


Alimentos funcionais

Ácidos graxos ômega-3 (ácido linolênico)

Tem sido descrito que várias das ações antiateroscleróticas destes ácidos graxos marinhos derivam de benefícios sobre a função endotelial. De fato, a suplementação com óleo de peixe aumenta a produção do óxido nítrico, melhorando a vasorreatividade dependente do endotélio. Esta melhora da função endotelial pode explicar a redução da pressão arterial observada em pacientes que consomem estes ácidos graxos poliinsaturados. A EPA e o DHA reduzem a formação de tromboxane A2, enzima relacionada com a formação do coágulo sanguíneo, como também de agentes inflamatórios, as prostaglandinas. Assim, estas substâncias podem exercer efeitos favoráveis na hemostasia e inflamação. Por atuar em canais iônicos, estes ácidos graxos também exercem algumas ações antiarrítmicas, influenciando canais de cálcio voltagem-dependentes, bem como canais de sódio, com redução de arritmias experimentalmente induzidas por vários estímulos.

Em conclusão: estes ácidos graxos ômega-3 exercem ações:
· Antitrombóticas: redução de agregabilidade plaquetária, viscosidade sangüínea e influenciando a expressão de outros fatores da hemostasia;
· Antiaterogênicas: redução de triglicérides, inibição de migração e proliferação de células musculares lisas, redução de citocinas e moléculas de adesão;
· Antiarrítmicas: influência sobre canais iônicos, aumento no limiar para fibrilação ventricular, fluidez de membrana e redução de dano isquêmico;
· Vasoprotetoras: melhora da função endotelial, modulação da interação receptor-agonista, redução da pressão arterial, redução de dano em órgão-alvo.

Tags: , , , , , ,


Veja Também:

Comments (2)     Envio por Email Envio por Email


Page 1 of 612345...Last »