Pericardite – Como se manifesta?

Categoria(s): Distúrbios cardiocirculatórios


A pericardite aguda, geralmente, se manifesta com dor em aperto no peito, continua, que aumenta com a inspiração profunda, rotação do tórax. O alivio ocorre quando o o paciente assume instintivamente, a posição sentada curvando-se para frente, colocando o peito em direção aos joelhos  (posição genu-peitoral). A dor é resultante do atrito entre os folhetos pericárdicos e melhora quando existe acumulo de líquido (derrame pericárdico) e estes folhetos ficam afastados.

Os outros sintomas cardíacos da pericardite são: dispnéia (falta de ar), taquicardia e tamponamento cardíaco. A pericardite pode apresentar-se com manifestações sistêmicas como febre, dores articulares, fadiga e lesões cutâneas.

O átrio pericárdico é o achado característico da doença.  Este sinal deve ser pesquisado com o paciente em várias posições, ocorrendo muitas vezes a medida que o coração e mobilizado e os folhetos pericárdicos se aproximam. O médico pode diagnosticar o atrito pericárdico palpando como um roçar sob a mão na região do peito, ou auscultando como um ruído curto e rangente, como “ruído de couro de sapato novo”. A sensibilização da ausculta e feita com a compressão da parte do diafragma do estetoscópio contra a parede torácica. Os achados propedêuticos da pericardite dependem da velocidade de formação deste do líquido entre os folhetos do pericárdio, chamado derrame pericárdico.

Tags: , ,


Veja Também: