ANCILOSTOMÍASE – O que é?

Categoria(s): Dicionário, Distúrbios digestivos, Distúrbios hematológicos, Verminoses


Dicionário

A Ancilostomíase, conhecida também como Amarelão ou doença do Jeca Tatu, é uma infecção intestinal causada por vermes (nematódeos), que nos casos de infecções leves, pode apresentar-se sem nenhum sintoma. Apresentações clínicas importantes, como um quadro gastrointestinal agudo caracterizado por náuseas, vômitos, diarréia, dor abdominal e flatulência, também podem ocorrer. Em crianças com parasitismo intenso, pode ocorrer queda na quantidade de proteína sanguínea e atraso no desenvolvimento físico e mental. Com frequência, dependendo da intensidade da infecção, acarreta anemia ferropriva.

A classe Nematoda (Rudolphi, 1808) reúne os helmintos de corpo cilíndrico, fino e alongado, de vida livre ou endoparasitos. Pertencem a esta classe os enteroparasitos (parasitos intestinais) humanos mais comuns, como Ascaris lumbricoides, Ancylostoma duodenale, Necator americanus, Strongyloides stercoralis, Enterobius vermicularis, Trichocephalus trichiurus etc.

Tags: , , , , , ,


Veja Também:

Comentários     Envio por Email Envio por Email


ANCILOSTOMÍASE – Quais os sintomas?

Categoria(s): Distúrbios digestivos, Verminoses


Sintomalogia

Os sintomas são coceira na pele, anemia, perda de sangue pelas fezes, tosse, dores abdominais e disturbios gastrointestinais.

Tags: , , ,


Veja Também:

Comments (1)     Envio por Email Envio por Email


ANCILOSTOMÍASE – Como é transmitida?

Categoria(s): Verminoses


Transmissão

A transmissão é feita através dos ovos depositados no solo, contidos nas fezes do indivíduo contaminado. Em condições favoráveis de umidade e temperatura, as larvas tornan-se infectantes em um prazo de 7 a 10 dias. A infecção nos homens ocorre quando essas larvas infectantes penetram na pele, geralmente pelos pés, causando inflamação na pele. As larvas dos ancilóstomos, após penetrarem pela pele, passam pelos vasos linfáticos, vão para a corrente sanguínea e, nos pulmões, penetram nos alvéolos. Daí migram para a traqueia e faringe e chegam ao intestino delgado, onde se fixam, atingindo a maturidade ao final de 6 a 7 semanas, passando a produzir milhares de ovos por dia.

Tags: , ,


Veja Também:

Comments (1)     Envio por Email Envio por Email


Page 1 of 212