Infarto do miocárdio – O que é?

Categoria(s): Distúrbios cardiocirculatórios, Distúrbios Inflamatórios


Dicionário

 

infartoMuitas pessoas afirmam que o coração não dói. Isso não é verdade e a dor do infarto é uma das piores que existe. Sempre que uma pessoa se queixar de uma dor forte no peito, no queixo ou “na boca do estômago”, e que surge espontaneamente ou após alguns esforços além do normal, deve se pensar em infarto. Trinta por cento das pessoas com infarto morrem nas primeiras horas após o início da dor, muitas vezes sem conseguir um atendimento médico especializado.

O infarto do miocárdio surge de forma aguda, porém a doença que causa a obstrução do vaso sanguíneo (artéria coronária) que nutre o músculo cardíaco evolue em um longo período de tempo. Existem várias doenças que podem causar a obstrução da artéria coronária, sendo a mais comum a doença aterosclerótica, através de placas ateroscleróticas. porém devemos lembrar o espasmo coronário em coronárias limpas, embolias coronárias, arterites, traumatismos e ponte do miocárdio.

A doença aterosclerótica surge do depósito de gordura (HDL-coleterol) na parede das artérias coronárias, aumentando a sua espessura e diminuindo a luz do vaso por onde passa o sangue. Com a irregularidade da parede da artéria (imagem amarela da figura) e a diminuição da  luz do vaso, o fluxo sanguíneo na região fica lento e pode ocorrer a formação de coágulo (trombose arterial) que impede a circulação de sangue e o tecido miocárdico fica isquêmico causando o infarto na região irrigada pela artéria, com ilustra a imagem.

Animação – Heartpoint [on line]

Tags: , , , ,


Veja Também:

Comments (2)     Envio por Email Envio por Email


Infarto do miocárdio – Quais os sintomas?

Categoria(s): Distúrbios cardiocirculatórios, Emergências


Sintomas

O quadro clássico é de dor em aperto ou queimação na região do peito (pré-cordio) ou abaixo do osso esterno, com irradiação pra a face interna do braço esquerdo até a ponta dos dedos, ou para região superior do abdome, ou região do pescoço ou queixo. Essa dor geralmente vem acompanhada de palidez, sudorese fria, náuseas, vômitos e diarréia. Por ser uma sensação angustiante, o paciente tem a impressão de morte iminente. No exame físico sobressai a sensação psicológica, com face de sofrimento, palidez cutânea, extremidades frias, sudorese, taquicardia.

Tags: ,


Veja Também:

Comentários     Envio por Email Envio por Email


Infarto do miocárdio – Como agir na emergência?

Categoria(s): Distúrbios cardiocirculatórios, Emergências


Como agir na emergência

Muitas pessoas afirmam que o coração não dói. Isso não é verdade e a dor do infarto é uma das piores que existe. Sempre que o idoso se queixar de uma dor forte no peito, na mandíbula ou “na boca do estômago”, e que surge espontaneamente ou após alguns esforços além do normal, deve se pensar em infarto. Trinta por cento das pessoas com infarto morrem nas primeiras horas após o início da dor, muitas vezes sem conseguir um atendimento médico especializado.

Como agir: permaneça calmo e procure acalmar a pessoa. Deixe-a sentada e chame o serviço de emergência imediatamente, sem que a pessoa se aperceba disso. Muitas vezes o infarto provoca uma reação de vômito (chama-se reflexo vagal) e se a pessoa estiver deitada pode aspirar este vômito e complicar a situação.

Caso a pessoa sofra um desmaio, deixe-o deitado no chão e procure sentir o batimento das artérias do pescoço ou do pulso. Caso não sinta o pulso ou a respiração, deve-se iniciar a manobra de ressuscitação, com massagem cardíaca. As manobras são simples, mas deve-se aprender a usá-las, pois o momento emocional do desmaio não é a hora de praticar de forma atabalhoada. Procure o seu médico e se informe sobre como aprender a fazer uma massagem cardíaca.

Tags: , , ,


Veja Também:

Comentários     Envio por Email Envio por Email


Page 1 of 712345...Last »