Infecção hospitalar – O que é?

Categoria(s): Atuação Preventiva, Cuidados higiênicos, Cuidados preventivos, Dicionário, Infectologia, Programas de saúde


Dicionário

bacilosInfecção hospitalar é toda infecção adquirida após a admissão do paciente nas várias formas de unidade hospitalar e que se manifesta durante a internação ou após a alta, desde que relacionada com a internação ou com procedimentos hospitalares, conforme a Lei federal nº 9431/1997, e a Portaria do Ministério da Saúde (MS) nº 2616/1998.

As infecções Hospitalares são vista como uma falha no processo de atendimento médico, gerando altos custos humanos e financeiros. Estudo multicêntrico norte-americano estimou a ocorrência de aproximadamente 88.000 óbitos por ano em conseqüência da infecção hospitalar. No Brasil, estima-se que 5% a 15% dos pacientes internados contraem alguma infecção hospitalar. Uma infecção hospitalar acresce, em média, 5 a 10 dias ao período de internação.

Os avanços tecnológicos, sobretudo no suporte à vida, têm mudado de forma radical o entendimento hospitalar. De algum tempo, as modalidades de atendimento médico não se restringe ao ambiente hospitalar, com o surgimento dos hospitais-dia, home-care, clinicas de diálise, de oncoterapia e instituições de longa permanência. Apesar disto, a infecção dita hospitalar continua a preocupar toda a classe médica.

Tags:


Veja Também:

Comentários     Envio por Email Envio por Email


Infecção hospitalar – Esta ocorrendo aumento de casos?

Categoria(s): Cuidados preventivos, Direitos, Distúrbios Iatrogênicos, Infectologia, Programas de saúde


Estatística

bacilos

Sim, está ocorrendo um aumento da prevalência da infecção hospitalar, e isso deve-se a dois fatores fundamentais, primeiro o avanço tecno-científico, com a disseminação do suporte de avançado de assistência à vida (UTI móveis, UTI domiciliares, etc), a realização de grandes cirurgias (politraumas), o freqüente uso de drogas imunossupressoras e antibióticos de amplo espectro, nos pacientes oncológicos e transplantados; segundo o perfil dos pacientes assistidos, idosos e longevos portadores de desnutrição, múltiplas patologias e imunossenescência (deficiência imunológica decorrente da idade).

Referências:

Medeiros EAS – Prevenção da infecção hospitalar. Projeto Diretrizes – Sociedade Brasileira de Infectologia, AMB, CFM, [ on line]

Infecção Hospitalar e suas interfaces na área da saúde [on line]

Tags:


Veja Também:

Comentários     Envio por Email Envio por Email


Infecção hospitalar – Quais as medidas preventivas?

Categoria(s): Cuidados preventivos, Infectologia, Programas de saúde


Prevenção

cirurgia

As infecções hospitalares são as mais importantes complicações em pacientes hospitalizados, e que mais prolonga sua permanência, gerando um custo altíssimo em gastos com procedimentos e condutas terapêuticas.

Entre os principais meios de prevenção incluem-se a lavagem das mãos, isolamentos de doenças transmissíveis e medidas especificas para cada sitio de infecção. O profissional da saúde devem fazer o uso de EPIs (avental, mascara, óculos de proteção) são medidas para sua própria proteção, e para não levar contaminação para outro paciente.

A utilização de cateteres venosos centrais, periféricos e longa permanência também contribuem para um índice significativo em infecções através das punções, manuseio e nos curativos sem a utilização correta das técnicas assépticas. Deve-se seguir os protocolos da instituição elaborados pela CCIH. Enfim, manter-se informado pela comissão de onde se trabalha, pois cada área deve-se ter sua padronização de normas e rotinas.

Tags:


Veja Também:

Comentários     Envio por Email Envio por Email


Page 1 of 212