Apnéia obstrutiva do sono – Complicações metabólicas

Categoria(s): Cuidados preventivos, Distúrbios endócrinos


Síndrome da Apnéia/Hipopnéia Obstrutiva do Sono – SAHOS

Alterações Metabólicas

1 Resistência à insulina e intolerância à glicose, sugerindo que a SAHOS contribui para o desenvolvimento de Diabetes;

2 Fatores Humorais adipocíticos: leptina e adiponectina: A leptina secretada palos adipócitos regulam o apetite, o peso e o metabolismo glicêmico. A hipóxia intermitente, estimula a secreção de leptina (hiperleptinemia) e pacientes com SAHOS tem resistência periférica à leptina e isto correlaciona-se com o grau de obesidade visceral e resistência à insulina. A leptina é um estimulante respiratório e a resistência a esse hormônio contribui com a instabilidade ventilatória. Obesidade, hipóxia e fragmentação do sono, inibem a secreção de adiponectina que regula o metabolismo glicêmico e melhora o rendimento da insulina;

3 Hiperatividade autonômica e desregulação do eixo hipófise-adrenal: Alterações hemodinâmicas, fragmentação do sono e hipóxia intermitente, estimulam intensamente o sistema nervoso autonômico, influenciando o metabolismo e homeostase glicêmica. Isto aumenta o catabolismo do glucogênio, estimula a secreção do hormônio corticotrófico aumentando o cortisol e seus efeitos na secreção da insulina.

4 Endocrinopatias: Alterações tiroidianas em mulheres menopausadas, redução de libido e impotência em homens, acromegalia em ambos os sexos.

Tags: , , , , ,


Veja Também:

Comentários     Envio por Email Envio por Email


Testosterona – O idoso deve receber?

Categoria(s): Câncer, Distúrbios endócrinos, Sexualidade e DST


Controvérsias

Nas últimas décadas têm se observado que nos idosos ocorre uma diminuição do hormônio masculino, afetando a virilidade, a iniciativa, a libido e a massa muscular. Com a reposição destes hormônios (testosterona), o idoso tem se beneficiado, melhorando a sua qualidade de vida, ficando mais alegre, animado, disposto e com recuperação da sua massa muscular. A ressalva é que se deve pesquisar as condições da próstata, sendo contra-indicado nos casos de câncer, tanto na próstata com em outro órgão.

A QUEM CONSULTA – Antes de iniciar-se a reposição da testosterona, o idoso deve consultar um urologista para avaliação da próstata e acompanhamento do tratamento, que pode ser feito concomitantemente com médico geriatra.

Tags: , , ,


Veja Também:

Comentários     Envio por Email Envio por Email