Medicina Chinesa

Categoria(s): Terapias complementares


Dicionário

A Medicina Chinesa fundamenta-se numa estrutura teórica sistemática e abrangente, de natureza filosófica. Tendo como base o reconhecimento das leis fundamentais que governam o funcionamento do organismo humano, e sua interacção com o ambiente segundo os ciclos da natureza, procura aplicar esta abordagem tanto ao tratamento das doenças quanto á manutenção da saúde através de diversos métodos.
Assim, a Medicina Chinesa baseia-se na alternancia universal de forças complementares positivas e negativas (Yin e Yang) e na lei das transformações dos 5 elementos ou melhor 5 movimentos: movimento Terra, Fogo, Madeira, Metal e Água (figura). Cada elemento se relaciona com diversos aspectos do universo e também com diversos aspectos das funções fisiológicas do nosso organismo.

Metodos diagnósticos – A prática diagnóstica da Medicina Chinesa incluem observar, ouvir, cheirar, perguntar e tocar, destacam-se no diagnóstico a observação da língua e o exame do pulso, prática esta que demoram alguns anos a ser completamente dominado mas que fornecem informações preciosas e exactas sobre a condição de saúde do paciente.

Tratamento – Atualmente são sete os principais métodos de tratamento da Medicina Tradicional Chinesa:

Fitoterapia chinesa (fármacos)
Acupuntura
Tuina ou Tui Ná (massagem e osteopatia chinesa)
Dietoterapia (terapia alimentar chinesa)
Auriculoterapia (tratamento pela orelha)
Moxabustão
Ventosaterapia

Cuidados preventivos – Os cuidados profiláticos para a manutenção da saúde ou formas de intervenção para recuperá-la são feitos por práticas físicas (exercícios integrados de respiração e circulação de energia, e meditação como: Chi Kung, o Tai Chi Chuan e algumas artes marciais).

Referência

Site – Medicina chinesa

Tags: , , , ,


Veja Também: