Saúde através das plantas – MAGNÓLIA (Magnolia officinallis)

Categoria(s): Distúrbios Inflamatórios, Medicina das plantas


Saúde através das plantas – MAGNÓLIA (Magnolia officinallis)

Magnolia officinallis

A Magnolia officinalis é tradicional na China, conhecida como houpu ou hou po, usada desde 100 a.C. para tratar de vários distúrbios. Possui propriedades medicinais antisséptica, antibacteriana, antiparasitária, antioxidante, adstringente, diurética, digestiva, sedativa, relaxante muscular, anti-stress, descongestionante e expectorante.

As magnólias são arvores ou arbustos, apreciados como ornamentais em jardins, por possuirem abundantes flores grandes e perfumadas nas cores branca ou rosada. Os produtos medicinais das magnólias são obtidos utilizando-se as cascas das arvores com mais de 15 anos, colhidas no final de junho.

A magnólia é indicada para diarréia, vômito, distúrbios gástricos, tosse, asma (por inibir a produção de histamina), doenças pulmonares, sintomas da gripe, alergias a cosméticos e pode auxiliar no tratamento de manchas escuras da pele.

O honokiol, um ingrediente ativos encontrado na magnólia exibe efeito antidepressivo em altas doses e, em doses menores pode ser eficaz no tratamento da ansiedade, estresse e dores de cabeça (Hou, 2000).

Não existem efeitos adversos associados ao uso da magnólia, porém em altas doses pode causar sonolência.

Referência:

Hou, Y.C., Chao, P.D., Chen, S.Y. (2000) Honokiol and magnolol increased hippocampal acetylcholine release in freely-moving rats. Am J Chin Med. 28(3-4):379-84.

Tags: , , , , , , ,


Veja Também:

Comentários     Envio por Email Envio por Email


MUSICOTERAPIA – Uso nos idosos

Categoria(s): Cuidados preventivos, Programas de saúde


MUSICOTERAPIA – Para os idosos

A musicoterapia no tratamento com a terceira idade visa restabelecer a autoestima ocasionada pela velhice, trabalhando aspectos emocionais e estimulando o corpo do idoso.

As atividades de musicoterapia proporcionam estímulos fisiológicos que auxiliam no desenvolvimento e manutenção dos músculos, proporcionando uma melhora na locomoção e no equilíbrio; estimulam pacientes com dificuldades de fala; além de proporcionar aumento na capacidade de concentração, atenção e memória (BLASCO, 1999).

A musicoterapia visa afastar os idosos da solidão e depressão, possibilitando a expressão das emoções, retomando a alegria e a qualidade de vida.

O atendimento musicoterapêutico deve ser realizado por um profissional que tenha um conhecimento aprofundado das músicas, a fim de criar um ambiente propício para desenvolver potenciais e restaurar as funções do indivíduo.

 

Referências:

Marques DP – A importância da musicoterapia para o envelhecimento ativo. REVISTA PORTAL de Divulgação, n.15, Out. 2011 [on line]

BLASCO, SP- Compendio de Musicoterapia, Edições Herder, Barcelona, 1999.

Veja o papel da musicoterapia na geriatria e gerontologia nos idosos institucionalizados


Tags: , , , , ,


Veja Também:

Comentários     Envio por Email Envio por Email


MUSICOTERAPIA – Quando está indicada?

Categoria(s): Distúrbios do equilíbrio, Distúrbios neurológicos, Distúrbios psiquiátricos


MUSICOTERAPIA – Quando está indicada?

Através da música, o indivíduo aprende a lidar com sentimentos, apresentando sucesso em tratamentos como a depressão, ansiedade e hiperatividade.  Promove o aprendizado, a expressão e a mobilização, sendo utilizado em pessoas com autismo, paralisias, sequelas de derrames, deficiência mental, transtornos da fala.

O processo da musicoterapia também pode ser aplicado a gestantes, proporcionando melhorar a comunicação e o relacionamento com os bebês, desde a gestação, além de auxiliar na hora do parto.

 

Tags: , , , , , , , , ,


Veja Também:

Comentários     Envio por Email Envio por Email


Page 1 of 812345...Last »