Prolapso da valva mitral – O que é?

Categoria(s): Distúrbios cardiocirculatórios, Distúrbios genéticos, Distúrbios Inflamatórios


Dicionário

Prolapso mitral

Desde a descrição por Barlow e colaboradores, na década de 1960, diversos estudos têm revelado ser o prolapso valvar mitral (PVM) afecção de amplo espectro. Barlow foi o primeiro a mostrar a associação  de um sopro cardíaco no final da sístole (telessistólico) e alterações eletrocardiográficas da repolarização ventricular esquerda. Sua prevalência é estimada em torno de 5% da população, correspondendo a 7,5% das mulheres e 2,5% dos homens.

O conceito atualmente mais aceito é que o PVM reflete um conjunto de distúrbios do sistema nervoso autonômico, tais como: bradicardia, taquicardia, hipotensão postural, síncope, agitação psíquica. Porém, persistem, ainda muitas controvérsias sobre os critérios diagnósticos, bem como o potencial mórbido, sua incidência e a terapêutica mais apropriada, em especial nos idosos.

No PVM (figura) o folheto da valva mitral projeta-se para o interior do átrio esquerdo e, isso se deve a uma progressiva degeneração mixomatosa, possivelmente devido a alterações inflamatórias, deficiência na produção de colágeno e desarranjo de fibrilas responsáveis pela sustentação dos folhetos valvares. A figura à direita mostra fechamento normal da valva mitral e a da esquerda o prolapso do folheto posterior em direção ao átrio esquerdo.

Em geral o PVM ocorre de forma isolada (com reconhecido componente genético), mas pode estar em associações com síndrome de Marfan, síndrome de Ehlers-Danlos, “osteogenesis imperfecta”, hipertireoidismo e periarterite nodosa.


Referências:

Barlow JB, Pocock WA, Marchand P et al. The significance of late systolic murmurs. Am Heart J 1963;66:443-52.

Tomaru T, Uchida Y, Mohri N et al. Postinflammatory mitral and aortic valve prolapse: a clinical and pathological study. Circulation 1987;76:68-76.

Savage DD, Garrison RJ, Devereux RB et al. Mitral valve prolapse in the general population. I. Epidemiologic features: The Framingham Study. Am Heart J 1983;106: 571-5.

Tags: , , , , , ,


Veja Também:

Comentários     Envio por Email Envio por Email


Prolapso da valva mitral – Qual o sintoma?

Categoria(s): Distúrbios cardiocirculatórios, Distúrbios genéticos, Distúrbios Inflamatórios


Sintomatologia

Prolapso mitralNo PVM (figura) o folheto da valva mitral projeta-se para o interior do átrio esquerdo (figura a direita) e, isso se deve a uma progressiva degeneração mixomatosa, possivelmente devido a alterações inflamatórias, deficiência na produção de colágeno e desarranjo de fibrilas responsáveis pela sustentação dos folhetos valvares. A figura do lado esquerdo mostra a valva mitral fechando-se normalmente.

Sintomatologia

Sintomas inespecíficos, como palpitações, dor torácica, dispnéia e ansiedade, são mais comuns em mulheres, ao passo que insuficiência valvar, redundância e insuficiência cardíaca são significativamente mais prevalentes nos homens, revelando o caráter de maior gravidade da doença neste sexo. O conceito atualmente mais aceito é que o PVM reflete um conjunto de distúrbios do sistema nervoso autonômico, tais como: bradicardia, taquicardia, hipotensão ortostática, síncope, agitação psíquica.

Transtorno do pânico freqüentemente é associado a mulheres com prolapso valvar mitral, embora seja um dado controverso.

Tags: ,


Veja Também:

Comentários     Envio por Email Envio por Email