Helicobacter pylori – Como é feito o diagnóstico?

Categoria(s): Distúrbios digestivos, Distúrbios Inflamatórios, Exames laboratoriais, Infectologia


Diagnóstico

O diagnóstico da infecção pode ser feito no exame durante o exame endoscopico do estomago, onde a pesquisa do H.pylori pode ser realizada somente pelo teste da urease, com apenas uma biópsia para exame histopatológico na altura da incisura angularis. Além de possibilitar a identificação da bactéria, o exame histopatológico permite também avaliar o tipo e a intensidade da inflamação da mucosa gástrica, a presença ou não de atrofia, metaplasia, displasia, neoplasia e a classificação da gastrite.

Teste da urease
Devido à facilidade, rapidez, baixo custo e eficiência, o teste da urease pode ser considerado o recurso mais importante dos endoscopistas para o diagnóstico da presença do H. pylori, na prática diária. O fragmento da mucosa gástrica é colocado em frasco contendo uréia e vermelho fenol como indicador de pH. Graças à grande produção da enzima urease pelo H. pylori a uréia é desdobrada em CO2 e amônia, aumentando o pH e mudando a cor da solução de amarela para avermelhada. O teste é considerado positivo quando a mudança de cor aparece em até 24 horas. Vários trabalhos concordam que esse método tem sensibilidade variando entre 93% e 97% e especificidade em torno de 98%. Baseados no mesmo princípio existem testes, chamados de ultra-rápidos, que podem ser lidos em apenas um minuto.

Tags:


Veja Também:

Comentários     Envio por Email Envio por Email