Tireoidite de Hashimoto – O que é?

Categoria(s): Dicionário, Distúrbios endócrinos, Distúrbios imunológicos


Dicionário

    Tireoidite de Hashimoto

    A causa mais comum de hipotireoidismo adquirido é a tireoidite auto-imune (tireoidite de Hashimoto) que é cerca de sete vezes mais comum em mulheres e sua prevalência aumenta com a idade.

    A tireoidite de Hashimoto é uma doença da tireoide resultante da agressão imunomediada, ou seja auto-imune. Está reação imunológica é evidenciada pelos achados histológicos de infiltração linfocitária difusa da tireóide (a ilustração mostra o tecido tireoidano normal com colóide dentro dos acinos tireoideano e os aspectos infiltrativos da tireoidite de Hashimoto) e auto-anticorpos circulantes contra tireoglobulina (TG) e tireoperoxidase (TPO). Anticorpos anti-TPO estão presentes em 95% dos indivíduos acometidos, enquanto anticorpos anti-TG estão presentes em aproximadamente 60%. Entretanto, cerca de 10% da população normal têm anticorpos anti-TG e anti-TPO positivos.

    Existem duas variantes da tireoidite de Hashimoto: A forma atrófica, sem bócio, associada ao HLA-DR3, e a com bócio, associada ao HLA-DR5. Tem sido sugerido que a primeira forma representaria um estágio final da tireoidite auto-imune, havendo fibrose com raros folículos tireoidianos, justificando o volume reduzido da glândula. Auto-anticorpos bloqueadores contra o receptor de TSH podem explicar o tamanho reduzido da tireóide na variante atrófica e são menos freqüentemente observados na variante de tireoidite de Hashimoto com bócio.

    Referências:

    Tamai H, Uno H, Hirota Y, et al. Immunogenetics of Hashimoto’s and Graves’ diseases. J Clin Endocrinol Metab 1985; 60:62-66.

    Dayan CM, Daniels GH. Chronic autoimmune thyroiditis. N Engl J Med 1996; 335:99-107.

    Tags: , , , ,


    Veja Também:

    Comments (2)     Envio por Email Envio por Email


    Tireoidite de Hashimoto – Como tratar?

    Categoria(s): Distúrbios endócrinos, Distúrbios Inflamatórios, Sem categoria


    Como tratar

    Hipotireoidismo da Tireoidite de Hashimoto

    No tratamento do hipotireoidismo a medicação de escolha é a levotiroxina (LT4) e a dosagem depende do estágio de evolução da doença e do controle laboratorial.

    A levotiroxina (LT4) deve ser administrada em jejum pela manhã.

    A QUEM CONSULTAR – O acompanhamento desta doença deve ser feito pelo médico endocrinologista.

    Tags: ,


    Veja Também:

    Comentários     Envio por Email Envio por Email


    Hipotireoidismo (“tireoide fraca”) – Qual a causa mais comum?

    Categoria(s): Distúrbios endócrinos, Distúrbios imunológicos


    A causa mais comum de hipotireoidismo permanente é uma condição auto-imune crônica, a Tireoidite de Hashimoto. Altas concentrações de anticorpo anti-peroxidase tireoidiana (anti-TPO) podem estar presentes em até 95% dos doentes e facilitam o diagnóstico. A dosagem dos anticorpos anti-peroxidase são especialmente úteis para prever a evolução do hipotireoidismo subclínico para o hipotireoidismo clínico. O risco anual de desenvolver hipotireoidismo clínico após os 20 anos é de 43% em mulheres com aumento do TSH e anticorpo anti-peroxidase tireoidiana (anti-TPO) presente e 2,6% em mulheres com HTS sem anti-TPO.

    os principais sintomas do hipotireoidismo são: cansaço, sonolência, pele seca, constipação intestinal, aumento exagerado de peso, queda de cabelo fino e quebradiço, indisposição geral. Geralmente ocorre queda da pressão arterial e da frequencia cardíaca.

    A QUEM CONSULTAR – O tratamento do hipotireoidismo deve ser feito pelo médico endocrinologista.

    Tags: ,


    Veja Também:

    Comments (4)     Envio por Email Envio por Email