Tinha das unhas (onicomicose) – O que é?

Categoria(s): Dicionário, Distúrbios da pele, Infectologia


A tinha das unhas, cientificamente conhecidas como onicomicoses são causadas por fungos dos gêneros Trichophyton e Epidermophyton. A infecção se inicia pela borda livre da unha ou pelas dobras periungueais e se propaga lentamente, através da lâmina ungueal, até o limite da matriz, sem atingi-la. Observa-se perda do brilho, opacidade e até destruição da unha. Sob a lâmina ungueal, verifica-se acúmulo de massa córnea. A unha se torna frágil, quebradiça e sofre deslocamento de seu leito.

Incidência

A onicomicose é uma patologia de incidência considerável, acomete cerca de 20% da população adulta acima de 40 anos, sua incidência é maior entre mulheres devido a fatores de risco como: contaminações em salão de beleza (manicure) e maior exposição dos pés por uso de sapatos abertos como sandálias e chinelos. Já nas pessoas com idade superior aos 60 anos, cerca de 50% apresentam o problema devido a baixa imunidade, por conta de várias doenças associadas e por ingestão de diversos medicamentos que debilitam o organismo. Raros são os casos de contaminações em crianças, acredita-se que pelo rápido crescimento da unha nessa fase, dificulta-se o desenvolvimento do fungo.

Diagnóstico – O exame micológico direto e cultura para fungos são os exames indicados para o diagnóstico e são feitos após coleta de material por médicos dermatologista.

Tratamento – O tratamento é realizado com antimicótico via oral, por três a quatro meses. O tratamento com anti-fúngicos local podem ser usados como associado da terapêutica sistêmica ou serem administrados isoladamente em onicomicoses nas fases iniciais .

Tags: , , , , ,


Veja Também: