Hemossedimentação – O que é?

Categoria(s): Distúrbios Inflamatórios, Exames laboratoriais


Dicionário

Velocidade de hemossedimentação

hemossedimetaçãoA velocidade de hemossedimentação (VHS) é verificada através da queda ou sedimentação de hemáceas numa coluna de líquido (sangue diluído). A VHS diminui se há atrito ou repulsão entre os resíduos negativos do ácido siálico da superfície das hemáceas. Enquanto estas cargas persitem, as células se repelem e permanecem em suspensão. Uma vez neutralizadas as hemáceas se juntam e se precipitam.

A velocidade de hemossedimentação (VHS) reflete o aumento da concentração plasmática de proteínas de fase aguda das inflamações, principalmente a de fibrinogênio, seguido das globulinas e da albumina. Avalia, portanto, uma resposta inflamatória. Quanto maior a presença de macromoléculas, maiores a agregação e o depósito de hemácias, e maior a distância entre o agregado e o topo da coluna, o que significa maior valor de VHS, dentro da hora de análise.

IMPORTANTE – Em pessoas saudáveis, o primeiro passo deve ser repetir o exame; muitas vezes o resultado do teste repetivo é normal. Se o teste repetido também for alterado, pode haver uma doença subjacente. Quando maior for o valor da VHS, maior a chance de uma doença em fase aguda. Todas as doenças podem alterar a velocidade de hemossedimentação, desde uma gripe até o câncer, então é um exame inespecífico, ou seja não permite fazer o diagnóstico de nenhuma doença. Como nos referimos acima diz apenas se a doença está ativa ou não, portanto, somente um exame médico permite dizer qual a doença que está causando alteração da hemossedimentação.

Fase aguda das inflamações – Mediadores inflamatórios, especialmente a interleucina e o fator de necrose tumoral (FNT) fazem com que os hepatócitos produzam proteínas que se sabe serem reagentes de fase aguda, tais como fibrinogênio, proteína C-reatina, amilóide A, haptoglobina, complemento e ceruloplasmina. O fibrinogênio é muito eficiente em neutralizar as cargas de ácido siálico das hemáceas, deixando a VHS elevada. Muitas proteínas do mieloma têm a mesma característica do fibrinogênio.

A VHS apenas reflete a atividade da doença. Quando está alta significa que a doença está ativa, quando normal, que a doença está sob controle.

Há diversos fatores que podem interferir na interpretação do valor da VHS. Dentre os interferentes analíticos, há o erro de diluição, a inclinação do tubo, a demora em realizar o exame após a coleta e a temperatura ambiente. Pode haver influência do uso de medicamentos como anticoncepcionais orais e anticoagulantes. Há também diferenças fisiológicas, como menor VHS no sexo feminino e maior em idosos e gestantes. Estados patológicos não inflamatórios podem alterar a VHS, como baixo hematócrito, macrocitose e hipercolesterolemia, que tendem a aumentar a velocidade, e hipofibrinogenemia, hipogamaglobulinemia, policitemia, microcitose, anemias hemolíticas e hemoglobinopatias, que tendem a diminuí-la.

VALOR NORMAL

Valor normal da VHS primeira hora – mulheres até 8 mm ; homens até 10 mm -VHS segunda hora – mulheres até 25 mm; homens até 20 mm. A VHS aumenta com a idade em pessoas normais. As fórmulas geralmente aceitas para determinar um VHS aproximadamente “normal” são: nos homens idade/2 e nas mulheres (idade+10)/2.

Tags: , ,


Veja Também: